Lotaria clássica vs. lotaria popular: entenda as diferenças

A lotaria nacional portuguesa engloba dois tipos de jogos, a lotaria popular e a lotaria clássica. Ambas surgiram com o mesmo objetivo, o de combater o jogo ilegal que proliferava no país, e a de captarem e fidelizarem novos apostadores. Há algumas diferenças que permitem fazer a comparação da lotaria clássica vs. lotaria popular.

As receitas das lotarias são canalizadas para a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que gere os jogos sociais do Estado português. No entanto, assim como se aproximam em vários aspetos, também existem outros que as afastam.

A lotaria é o típico jogo social em que em cada sorteio é emitido um determinado número de boletins numerados premiados, chamados comumente de cautelas ou taludas. O vencedor é aquele que adquirir a cautela com o número premiado, que é extraído no concurso semanal.

Esse número é constituído por 5 algarismos, cada um deles chamado de fração, e não é necessário acertar em todos para ter direito a um prémio monetário visto que a terminação já dá qualquer coisa.

Apesar de, atualmente, não ser o mais apostado jogo em Portugal – ultrapassado pelos prémios milionários do Euromilhões e pela rapidez da Raspadinha – a lotaria nacional continua a ter um lugar especial junto dos portugueses, em parte por celebrar a sua identidade nacional.

Lotaria clássica vs. lotaria popular: semelhanças e diferenças

Como referimos nos parágrafos acima, tanto a lotaria clássica quanto a popular fazem parte da lotaria nacional, o mais antigo jogo social gerido pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. Esta surgiu, nos moldes que ainda mantém hoje, em novembro de 1955, se bem que a lotaria popular ainda demoraria 32 anos até ser introduzida.

Preço para jogar

A lotaria popular é relativamente mais barata do que a clássica. Enquanto que as cautelas da lotaria clássica variam entre os 5, os 10 e os 15 euros (respetivamente para os concursos ordinários, especiais e extraordinários), as da lotaria popular variam entre os 2, os 3 e os 5 euros (respetivamente para os concursos ordinários, especiais e extraordinários).

São jogos que não são os mais caros de se jogar, e dada a maior probabilidade de darem prémios aos apostadores continuam a ser extremamente populares.

Prémios do jogo

Obviamente que, com isso, o valor monetário dos prémios a concurso é também diferente entre ambas as lotarias.

O valor do prémio corresponde sempre a 1/5 do valor atribuído ao bilhete, podendo ir até a um máximo de 12 milhões e 500 mil euros, que é o primeiro prémio da popular lotaria do Natal. Estes são os dois jogos sociais em Portugal com a maior probabilidade de sucesso, já que, para a clássica, a matemática mostra que, em média, uma em cada três frações é premiada, enquanto que a popular vem logo a seguir.

Por norma, os prémios dos sorteios semanais da lotaria clássica chegam até aos 600 mil euros, enquanto que os da lotaria popular chegam aos 75 mil euros, ficando-se muitas vezes pelos 50 mil euros.

Transmissão televisiva

Finalmente, os sorteios da lotaria clássica são transmitidos pela televisão, nomeadamente na RTP2, todas as segundas-feiras às 21h25, mas sem ser mostrada a extração dos números. Já a lotaria popular tem a sua extração todas as quintas-feiras, às 12h30, na sede oficial da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. Qualquer pessoa interessada pode assistir a estas extrações em direto, na própria sala da instituição, sendo que os resultados da lotaria popular não passam na televisão.

Como nasceram as lotarias clássica e popular

A lotaria nacional é o mais antigo jogo social em Portugal e um dos mais antigos em todo o continente europeu, já que foi criado no século XVIII, mais especificamente no ano de 1783. A responsável pela sua criação foi a então Rainha D. Maria I, que entregou a exploração à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, um cenário que se mantém até aos dias de hoje.

Entre 1798 e 1804 a lotaria seria, no entanto, suspensa. Pouco depois voltaria a ser interrompida por mais 7 anos, devido às invasões francesas. Como referimos acima, nos moldes atuais a lotaria foi introduzida em novembro de 1955, com a popular a seguir-se 32 anos depois.

A lotaria popular veio a ser introduzida em parte para lidar com tipos de jogo de azar semelhantes ilegais que proliferavam no território nacional, e também para atrair mais apostadores com uma oferta com prémio menor, mas preço de jogo mais pequeno.

 Este foi um período complicado para a Santa Casa da Misericórdia, que viu comprometida a sua missão e a sua economia social, ao se ver privada de uma importante receita. Assim, em 1893 os jogos sociais nacionais voltavam às mãos da Santa Casa, tendo vindo a evoluir e a adaptar-se aos tempos.

Por exemplo, atualmente os jogos sociais da Santa Casa da Misericórdia abraçaram as novas tecnologias e estão disponíveis na internet, onde qualquer jogador pode apostar sem sair do conforto do seu lar. Foi um grande salto evolutivo neste tipo de jogos.

A instituição tem vindo também a diversificar a sua carteira de jogos, introduzindo ao longo dos anos várias outras variações de lotarias, como o Totoloto, o Totobola ou o Euromilhões. Nos últimos anos, os boletins rápidos das Raspadinhas tornaram-se num fenómeno em todo o território nacional, enquanto que as apostas desportivas do Placard vieram aproximar a instituição de outra das principais tendências atuais.

Reply