O que é uma cautela na Lotaria? Quantas tem um bilhete?

Para jogar a qualquer jogo é necessário saber as regras e dominar todos os aspetos do próprio jogo. Isto significa que saber o que é uma cautela na Lotaria é importante para quem pretende continuar a apostar neste jogo de azar.

De facto, a lotaria é um dos jogos de azar mais antigos de Portugal e, consequentemente, um dos mais populares. E uma das principais razões que explica o seu sucesso é a sua simplicidade. Afinal de contas, a lotaria é muito fácil e rápida de jogar, bastando para isso que qualquer pessoa compre um dos seus bilhetes de jogo num dos vários agentes registados para o efeito por parte dos Jogos Sociais da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Para quem não sabe, a lotaria é um jogo de azar, o que significa que depende única e exclusivamente da sorte. Para se habilitar a ser um dos vencedores, o apostador necessita de acertar no número de cinco algarismos que são sorteados aleatoriamente. Para isso, só tem que comprar um ou mais bilhetes, que são chamados de cautelas. No entanto, uma cautela é muito mais complexa do que parece à primeira vista.

O que saber sobre cautelas na lotaria

Vamos então passo a passo. Como referimos nas linhas acima, a lotaria em Portugal, seja a Clássica ou a Popular, são jogadas através da compra de um dos bilhetes registados para o efeito. Esse bilhete é conhecido popularmente pelo termo cautela. E cada uma dessas cautelas é identificada por um número de cinco algarismos. Ou melhor, cinco frações, que é o nome exato de cada um desses algarismos.

A partir daqui, é extraído um número vencedor e aquele que tiver a cautela com as cinco frações iguais é o vencedor do primeiro prémio. Contudo, acertar em uma dessas frações já dá direito a prémio, nomeadamente 1/5 do valor atribuído à cautela inteira. Por isso é que a lotaria, em Portugal, é o jogo com as maiores probabilidades de prémio.

Acertar no primeiro prémio é bastante improvável, mas as chances mais altas para ter um dos prémios secundários ajuda a minimizar o investimento efetuado. Segundo os números oficiais, uma em cada três frações da lotaria é premiada todas as semanas.

Cada cautela tem o valor de 5 ou 10 euros, dependendo se é um sorteio ordinário ou especial, mas é importante ter em conta que as extrações extraordinárias vão até aos 15 euros. Como é óbvio, quanto mais alto for o preço do bilhete, maior é também o valor do prémio final.

Na Lotaria Clássica, por exemplo, o valor do prémio máximo varia entre os 75 e os 150 mil euros, que acumulam para a semana seguinte caso não haja vencedores, podendo ir até um teto limite de 12 milhões de euros – o valor mais alto que alguma vez foi atribuído no nosso país na lotaria.

Quantas cautelas tem uma série?

Como já tivemos oportunidade de referir nas linhas acima, cada série de cautelas da lotaria estão associadas a diferentes sorteios, que são relacionados com efemérides, festividades e outro tipo de comemorações nacionais. Estas dividem-se entre as ordinárias, as especiais e as extraordinárias, que se distinguem entre si pelo preço de cada bilhete (5, 10 e 15 euros respetivamente), assim como pelo valor dos prémios.

Tomemos o exemplo de uma extração ordinária da Lotaria Clássica, a mais comum e popular em Portugal. São emitidos, para esse sorteio, 2 séries de 70 mil bilhetes, sendo que cada cautela é composta por 5 frações. Cada cautela tem o valor de 5 euros, o que significa que uma série de 5 tem o valor de 25 euros. Se todas as cautelas forem adquiridas por apostadores, o valor total do prémio absolutos é de 2 milhões e 450 mil euros.

Perante estes números é fácil entender o porquê da Lotaria ser tão popular junto dos apostadores nacionais. A relação entre preço e recompensa é muito apelativo, o que se junta à facilidade do jogo.

Basta comprar uma cautela para se habilitar a um dos vários prémios, incluindo esse valor máximo. Tudo isso sem necessitar de aprender regras complicadas ou exigentes

Reply